sábado, 26 de fevereiro de 2011

Per te

Vou te deixar por um tempo, sair da tua vida. Prefiro que você pense sozinho, reflita sobre tudo o que acontece por aí. Não vai ser fácil, mas eu já sabia disso há bastante tempo. Prefiro que você não se preocupe comigo, prefiro que você nem ligue mais muito pra mim. Ou melhor, pare de passar na minha frente o tempo todo. E também, de levar os meus pensamentos para onde eles não deveriam ir.
Eu precisava ver, embora soubesse que não daria tão certo assim. Provei para mim mesma, foi um grande exercício. Tive muita raiva de tudo isso, mas, não foi sua culpa. Foi culpa da minha vida mesmo, o que é absolutamente normal. Está tudo bem agora, meus pés não encostam mais no chão e essa música faz eu me sentir mais tranquila em relação a você e a todos os outros.
O que eu quero é entrar de cabeça em outra história? Talvez, talvez... como posso saber? Contigo aprendi que não é bom esperar muitas coisas e que as surpresas são uma das melhores saídas. E também, que apesar de todos os nossos ombros amigos, nós (no fundo) sempre sabemos o que é melhor pra gente mesmo.
Não me preocupo se você achar que eu fiz uma grande confusão, eu fui eu mesma e falei tudo o que se passou na minha cabeça. E como nada foi muito claro, minhas palavras saíam atrapalhadas mesmo. Me desculpe por qualquer coisa e de verdade, não se preocupe comigo. Vou repetir isso, quantas vezes for necessário, até que você coloque de vez na cabeça.
Eu lidei com situações que nunca achei que seria capaz de lidar, eu estive na ponta de grandes abismos e vivi muito mais do que já havia vivido. Obrigada, não só pra você, também.
Obrigada para tudo.
Hoje eu vi o mar, como de costume. Mas, foi mais bonito do que você imagina! Da estrada, eu só via montanhas, areia, pedras e árvores. E de repente, o mar mais azul do mundo. Me senti bem e eu espero que você se sinta assim um dia. Me senti maravilhosamente bem, como diz uma música do Nando Reis:

"A gente só não inventa a dor,
a gente que enfrenta o mal,
quando a gente fica em frente ao mar,
a gente se sente melhor."

E eu me senti melhor mesmo, porque eu sabia que ia ter que resolver coisas mais sérias do que eu queria. Mas, mais por ti e pela tua felicidade. Eu prezo a tua felicidade mais do que você pensa e entendi, ou pelo menos tentei entender, viu? Mesmo. Pode parecer que existe um pouco de raiva em mim, mas, não. Foi muito rápido, concordo. Mas, na hora, eu percebi que você precisava disso e eu entendi.
Espero que a gente se resolva um dia, porque por enquanto, nada passou para mim. Acho que vai passar, não sei o quanto dura. Eu vou escrever sobre tudo, por enquanto são pedaços de uma grande história, que eu vou lembrar para sempre e que faz completa e inteiramente parte de mim agora.

"O que está acontecendo? O mundo está ao contrário e ninguém reparou.
O que está acontecendo? Eu estava em paz, quando você chegou."

E tu vai ver o que eu vou colar por aí, mas, não é de ti não. Só que você faz tão parte dessa história quanto eu. E eu preciso respirar um pouco, foi muito rápido. Saiam, vocês todos. Só por um tempo, acho que como você, eu também não tive tempo pra pensar em tudo isso. E eu preciso, o meu corpo precisa, a minha cabeça e o meu coração mais do que tudo.
Então, é isso. Eu espero te dar um abraço bem apertado e por enquanto, a gente se vê.

Por mais que eu não concorde tanto - quero deixar isso claro. Um dia, quem sabe.

Boa sorte,
vai ficar tudo bem.

Um beijo, um abraço e o meu mais sincero "obrigada".

Até.

Um comentário:

  1. Oiie!
    Obrigadããão por seguir viu! ^^
    Seja sempre bem vinda (:
    um beijão e tudibão tá... :***

    ResponderExcluir