sexta-feira, 23 de abril de 2010

Le Petit Prince

Desde pequena, o principezinho me causa encantamentos. As vezes, até uma melancoliazinha.
Já chorei, já sorri e já tentei entender o mundo lendo aquele livro. Quando a gente se empolga, vê que livro vira remédio e não existe remédio melhor que um livro, bom, dependendo da questão.
Mas, tudo bem. O que eu quero dizer é que O Pequeno Príncipe, em especial, me encanta de diferentes formas, cada vez por um pedacinho, uma filosofia. Quem nunca ouviu, em seus momentos mais nostálgicos: "o essencial é invísivel aos olhos" ou "só se vê bem com o coração"?
Não digam que é livro de auto-ajuda, nem que é para fazer criança dormir. Acho que dependendo do ponto de vista pode ser uma história infantil, ou o contrário, um momentinho na vida de alguém mais crescido, que sirva pra descansar o corpo.
De todas as frases famosas e trechos conhecidos, o que mais me faz bem é este:

"À noite, tu olharás as estrelas. Aquela onde moro é muito pequena, para que eu possa te mostrar. É melhor assim. Minha estrela será para ti qualquer uma das estrelas. Assim, gostarás de olhar todas elas... Serão, todas, tuas amigas. E também, eu te darei um presente...
Ele riu outra vez.
- Ah! meu caro, meu querido amigo, como eu gosto de ouvir este riso!
- Pois é ele o meu presente...
- Que queres dizer?
- As pessoas veem estrelas de maneira diferente. Para aqueles que viajam, as estrelas são guias. Para outros, elas não passam de pequenas luzes. Para os sábios, elas são problemas. Para o empresário, eram ouro. Mas todas essas estrelas se calam. Tu, porém, terás estrelas como ninguém nunca as teve.
- Que queres dizer?
- Quando olhares o céu de noite, eu estarei habitando uma delas, e de lá estarei rindo; então será, para ti, como se todas as estrelas rissem! Desta forma, tu, e somente tu, terás estrelas que sabem rir!
E ele riu mais uma vez.
- E quando estiveres consolado (a gente sempre se consola), tu ficarás contente por me teres conhecido. Tu serás sempre meu amigo. Terás vontade de rir comigo. E às vezes abrirás tua janela apenas pelo simples prazer... E teus amigos ficarão espantedos de ver-te rir olhando o céu. Tu explicaras então: 'sim, as estrelas, elas sempre me fazem rir!' E eles te julgarão louco. Será como uma peça que te prego."

Nenhum comentário:

Postar um comentário